Hoje em dia, os blogs deixaram de ser apenas locais online para diários e registos pessoais e assumem um poder crucial na estratégia do crescimento online dos negócios.

Tornaram-se um dos veículos principais de marketing digital, sendo assim uma ferramenta muito importante para quem procura o sucesso no mundo online. O blog joga assim um papel fundamental no ecossistema digital, onde existe a necessidade dos negócios marcarem presença de forma forte.

Este artigo irá ajudá-lo a criar o seu próprio blog de maneira correta, dando-lhes um guia prática dos passos que terá que dar para garantir que começa com o pé direito! Portanto, se tem interesse em explorar um blog como porta de entrada para o sucesso no mundo digital (o que é absolutamente necessário), siga os passos deste artigo para maximizar as chances de sucesso desde o primeiro dia!

Tabela de Conteúdos no artigo:

Considerações antes de começar

  1. Manter um blog
  2. Está preparado para manter um site?
  3. O site terá sucesso?
  4. Está a preencher uma lacuna no mercado?
  5. Decida o tempo que vai investir no blog
  6. Defina objetivos

Manter um blog

A criação e manutenção de um blog é algo trabalhoso. Claro que se torna um trabalho produtivo quando somos guiados por uma estratégia, pelo que antes de começar verifique se tem o tempo necessário e atenção necessária para se focar no desenvolvimento regular do seu blog.

Será que o blog terá sucesso?

O sucesso do seu blog dependerá de muitos fatores, mas dentro dos fatores que você controla, o criar de conteúdos úteis e valiosos, bem como únicos e uma boa noção de marketing digital são as peças fundamentais para maximizar as suas chances de sucesso. (ver: “Ecossistema de Marketing Digital“)

Está a preencher uma lacuna no mercado?

Se o seu blog for um espaço único, onde fornece informação úteis que as pessoas não conseguem encontrar online, ou conseguem encontrar, mas sem grande qualidade, então o seu blog terá maiores chances de se tornar num local muito valioso onde as pessoas procuram informações que não conseguem encontrar em outros lados.

Decidir o tempo que irá investir no blog

Decida quanto tempo irá dedicar na criação e promoção de novos conteúdos para o seu blog. Assim conseguirá seguir o seu plano com foco e precisão.

De um artigo por dia, até quatro por mês, existem várias abordagens que poderá dar ao seu blog conforme o tempo que tiver para investir neste.

Defina objetivos

Como sempre, defendemos a criação de objetivos SMART (específicos, mesuráveis, atingíveis, realistas e com tempo definido). Não comece o seu blog sem definir objetivos para o mesmo. Os objetivos irão ajudá-lo a medir os seus esforços, a motivá-lo, e a traçar um plano para os atingir – plano este que cumprirá depois.

Portanto, se quer maximizar as chances de sucesso com o seu novo blog, defina alguns objetivos como os exemplos na lista em baixo:

  • Depois de X meses, quero ter Y visitar por dia;
  • Depois de X meses, terei Y artigos publicados;
  • Depois de X meses, quero Y gostos nas minhas redes sociais;
  • Depois de atingir estas X metas, começarei com publicidade;
  • Quero X pessoas assinadas à minha newsletter até dia Y

Não comece com objetivos muito grandes (deixe esta parte para a sua Visão). Comece, tal como falamos, com objetivos SMART – objetivos que sejam realistas, para os conseguir atingir, que sejam específicos para poder medir, e que tenham uma data para os cumprir, de forma a poder maximizar a sua produtividade e não arrastar os objetivos.

Estratégia do Blog

A estratégia do seu blog deverá ter em conta vários aspetos, tais como:

  • Para quem estou a escrever?
  • Que tom vou tomar no blog? (Descontraído, sério, informal/formal, etc.)
  • Com que frequência irei criar artigos?
  • Formatação dos artigos (falaremos melhor mais à frente sobre este tópico)
  • Como irei promover os meus artigos?
  • Como vou medir o meu sucesso?

Para uma melhor análise de estratégias de conteúdos, visite o artigo “Estratégia de Marketing de Conteúdos”, que segue os mesmos princípios da estratégia do seu blog.

Vamos passar então ao lado prático.

Escolher o domínio do blog

O domínio

O domínio é o endereço do seu site (ex: www.meusite.pt). Estes variam de preço conforme os planos, mas serão um dos custos do seu blog. Por norma, na empresa onde adquire o domínio poderá adquirir o alojamento.

Dicas de escolha de domínio

O domínio será como que uma face do seu blog, ou seja, é o primeiro passo importante a dar. Existem algumas melhores práticas na escolha de um bom domínio, e um equilíbrio que deverá encontrar.

Se estiver a ponderar domínios com extensões .com e .pt, irá necessitar de um pouco mais de criatividade, visto que muitos domínios já estão ocupados. No entanto, se for para domínios mais recentes, tal como .xyz, terá maior liberdade de escolha.

À parte deste ponto, existem algumas dicas que podemos dar-lhe para escolher um bom domínio:

  • Evite palavras confusas. Tanto para o nome como para o domínio do seu blog (que deverão ser, no mínimo, semelhantes) evite palavras muitos confusas e difíceis de pronunciar ou ler.
  • Escolha uma combinação de palavras que façam sentido, e sejam fáceis de lembrar. A facilidade de memorizar o seu domínio e nome do blog é parte importante da nomenclatura. Tenha isto em mente na escolha do seu nome e domínio.
  • Lembre-se dos objetivos do blog. Alinhe o nome com a função principal do blog, e o sentido/objetivo deste.
  • Dominio de blog e título devem estar relacionados. Como referido em cima, o domínio e o título/nome do blog deverão estar relacionados, para que consiga manter a coerência.

Escolher o alojamento do blog

O alojamento do seu site é exatamente o que o nome indica – o local onde o seu site ficará alojado – num servidor.

Quando nos referimos ao alojamento de um site, falamos comumente do contratar de serviços a uma empresa para fazer isto por si. Existem várias empresas com grande qualidade e iremos sugerir-lhe algumas neste artigo.

Mas primeiro, poderá escolher o seu CMS que irá usar para o seu blog. Um CMS é um Content Management System, e novamente, faz aquilo que o nome indica – é um sistema para gerir conteúdos. Será a partir do painel deste CMS que irá gerir o seu site, tal como definições e permissões, plugins, autores, criação de novos artigos, imagens, vídeo, etc.

Escolher o seu CMS (Content Management System)

Existem várias opções no mercado, vamos rever algumas, mas a DAT SEO recomenda-lhe o uso de WordPress.

Algumas opções:

Square Space.

Um pouco mais pesado à carteira, pelo que a Square Space possui templates com um design fantástico. Sem dúvida apelativo para designers e fotógrafos.

Blogger.

Sendo o CMS da Google, integra muito bem com toda a suite de sistemas e serviços desta. Pelo que a personalização e crescimento é limitado. O preço é gratuito para quem usa Google Apps.

Joomla e Drupal.

Altamente personalizáveis e escaláveis, são excelente para quem gere um grande números de páginas e acessos. No entanto, a curva de aprendizagem para estes CMS é maior, dado o seu grau de complicação.

WordPress.

O CMS mais usado do mundo e a nossa recomendação. Com milhões de temas, plugins e extensões à sua disposição, o WordPress tornar-se versátil e flexível para qualquer objetivo do seu blog. Poderá alojar a sua própria instalação do WordPress, e hosts como o Bluehost, Hostgator e GoDaddy oferecem a opção de one-click install, o que torna a sua vida muito fácil!

Escolher o seu Host

Preços

Escolha um host com preços que sejam os mais adequados às suas necessidades. Se sente que terá um grande número de visitantes imediatamente ao lançamento, então escolha um alojamento com estas necessidades em mente (por norma o site do host indica-lhe o número de visitantes para o alojamento).

Se irá começar do zero e com poucas visitas, como normalmente acontece, comece talvez por um alojamento partilhado (shared hosting) e mude o servidor conforme as suas necessidades, à medida que cresce.

Suporte/Apoio ao Cliente

Verifique se o host de alojamento providencia bom apoio, e se tem uma comunidade à qual consiga pedir apoio (se necessitar). Isto é importante, pois poderá precisar de ajuda a pronto para questões relacionadas com servidores, etc.

O que dizem os consumidores

Dê uma olhada na opinião dos consumidores desse host para melhor perceber o trabalho e sentimento de mercado deste. No entanto, não se perca demasiado nos debates e opiniões.

Painel de Controlo

A referência melhor é o cPanel, que é bastante fácil de usar. Se o host usar uma tecnologia pouco conhecida e com uma interface complicada, irá perder muito tempo a perceber o funcionamento desta.

Suporte e serviços do seu CMS

Como falamos em cima, o suporte é importante. Alguns serviços adicionais do host também poderão ser de interesse, como o mencionado “one-click install” e a assistência para configurar emails personalizados.

Alguns hosts com bom serviço:

Instalar

Existem dois tipos principais de instalação:

  • One-click install
  • Instalar em cinco minutos

One-click install

Fácil de conseguir, basta aceder ao painel de controlo do host, carregar em “wordpress” e escrever o seu domínio.

Siga este vídeo de referência da BlueHost, como exemplo:

Instalar em cinco minutos

Se não tiver acesso ao “one-click install”, o WordPress permite-lhe outra forma de instalação, também fácil.

  1. Faça download da última versão do WordPress. Visite aqui. Irá ficar com um ficheiro zipado após o download, e necessita de o extrair para uma pasta (qualquer uma) no seu computador.
  2. Criar uma base de dados para o blog. Com o cPanel, use o MySQL Database Wizard. Clique em “create a database”, depois em “create database users” e finalmente em “add user to database”. Anote os valores que preencher para consulta posterior.
    1. Se não possui cPanel, use o phpMyAdmin ou o MySQL Client.
  3. Faça upload dos arquivos. Faça upload dos arquivos dentro da pasta zip para o diretório onde o blog irá funcionar. A maneira mais fácil é usar um cliente FTP.
  4. Instalar o WordPress. Com os arquivos e base de dados prontos, basta aceder ao endereço do install.php. Algo como “www.meusite.pt/wp-admin/install.php
  5. E está pronto. Quando o setup terminar, irá ver o ecrã de bem vindo, onde irá colocar o nome do seu blog, utilizador, palavra passe e email. Ao acabar este passo, irá ser encaminhado para o dashboard.

Painel de Controlo (Dashboard) WordPress

O dashboard do WordPress terá um aspeto muito semelhante a este:

wordpress dashboard exemplo como criar um blog

Vamos então rever algumas das secções principais do painel do WordPress:

Widgets

  • Welcome (Bem vindo). Possui atalhos para algumas ações mais comuns, tal como personalização do template escolhido, adicionar páginas e tutoriais e guias. Explore estas funcionalidades, se for a sua primeira vez com o WordPress.
  • At a Glance (Agora). Um resumo dos conteúdos no seu blog.
  • Activity (Atividade). Mostra as suas publicações mais recentes, e as que agendar. O feed de comentários é muito útil nesta parte, permitindo que faça a moderação das interações dos visitantes, diretamente no painel.
  • Quick Draft (Rascunho rápido). Se necessitar de escrever algo rapidamente (uma ideia que teve, algo que pretende trabalhar futuramente) poderá criar um rascunho rápido, guardar para depois editar e publicar.
  • WordPress News (Novidades WordPress). Feed de notícias do Blog Oficial da WordPress.

Administração

A partir daqui, irá controlar e gerir todo o blog.

WordPress Secções Principais - Como Criar um Blog

Vejamos em detalhe as partes do menu:

  • Painel (Dashboard). Ligação do menu ao dashboard que apresentamos em cima. Poderá também consultar aqui atualizações, instalações e plugins.
  • Artigos. É onde irá construir, editar e trabalhar os artigos do blog! É daqui que fará a publicação dos conteúdos. Para além de adicionar novos artigos ou consultar os anteriores, também fará daqui a gestão de categorias e tags do blog.
  • Multimédia (media). Todas as imagens, todos os vídeos, fotos, áudio, etc, estarão aqui. É aqui que poderá fazer upload de multimédia para o blog. Também poderá aceder a multimédia diretamente do artigo, portanto não necessita de vir aqui pelo menu principal.
  • Páginas. São as páginas do seu blog. Não confundir com artigos. No seu blog páginas serão, por exemplo, “Sobre Nós” e “Contactos”. Não crie artigos como páginas, crie como artigos.
  • Apresentação. Poderá personalizar o seu tema aqui (alguns temas têm um painel próprio de edição). A apresentação controla os aspetos visuais do seu blog. Definirá também o que irá apresentar como Menu, Widgets, Cabeçalho/Título e Rodapé (Footer) do blog.
  • Plugins. Adicionam funcionalidade. São como mini-programas dentro do WordPress. Iremos apresentar alguns mais em baixo no artigo. Nesta secção do WordPress é onde irá instalar e gerir todos os plugins que colocar no seu blog.
  • Ferramentas (Tools). Importar bases de dados, exportar o site para migração, convidar autores, editores e admins. Será tudo feito a partir das Ferramentas.
  • Opções/Configurações (Settings). Tipos de links permanentes, fuso horário, data e hora, será nesta secção. Explore para ver o que ela contém com mais detalhe!

Plugins úteis

Depois de ter o blog esboçado com objetivos e uma noção do que irá fazer, o domínio comprado, o alojamento pronto e o WordPress instalado, está na hora de explorar algumas funcionalidades interessantes para o WordPress – e conseguirá com plugins.

Atenção: Quantos mais plugins adicionar, mais tempo demorará a carregar o seu site. Não adicione tudo quanto pode – lembre-se de manter o número reduzido e apenas o essencial do essencial para cumprir os seus objetivos.

SumoMe

Capture emails e construa a sua lista! Também vem com CTAs prontos para Twitter e Facebook. Bom para começar de forma prática a capturar emails.

Disqus

Modere comentários e dê a oportunidade das pessoas gostarem e interagirem.

Insert Headers and Footers

Facilmente controle o código no seu header e footer. Excelente para conseguir colocar o Google Analytics e começar a medir os dados do seu site.

Google XML Sitemap

O seu sitemap irá permitir uma mais fácil indexação. Altamente recomendável, mas talvez num futuro próximo. Mantenha este plugin em mente!

Contact Form 7

Se necessitar de ser contacto, poderá usar este plugin para ter acesso a um formulário com grande capacidade de personalização para ter acesso a informação que necessita de quem o contacta.

Yoast SEO

Se vai explorar SEO (e vai!) o Yoast SEO é um plugin muito útil. Mais detalhe em baixo!

WP Super Cache

Sites rápidos é super, super crucial. O super cache pode ajudar. Explore este plugin.

Escolha do design do blog

Existem milhares de templates  pelos quais escolher, mas na escolha de um template para o seu blog, tenha o seguinte em mente:

  • Template adequado ao tema do blog. Se é fotógrafo, quer algo com destaque nas imagens. Se é escritor, que uma boa organização de artigos. Escolha um template que se adequa aos seus objetivos para o blog.
  • O template deverá ser responsivo. Lembre-se que os seus visitantes vão chegar até si em todos os tipos de dispositivos. Tem que garantir que o blog é acessível neles todos, e de forma correta! Verifique como funciona o template em mobile.
  • É bom ter avaliações positivas de outros utilizadores. As pessoas partilham a sua opinião quanto ao template – veja o que elas dizem!
  • É bom existir suporte à personalização. Irá ter algumas dúvidas e questões no que toca à personalização. Verifique se na compra do template (se não usar um gratuito) possui ajuda do criador, se não, verifique se existe uma comunidade que se entreajuda na resolução de problemas (o que por norma sim).
  • Dê uma vista de olhos no Theme Forest, Elegant Themes e a Galeria do WordPress para aceder aos templates.

Produzir conteúdos para o blog

Chegamos ao ponto principal do seu blog. O conteúdo!

Todos os conteúdos que partilha deverão ser relevantes e úteis. O aspeto e design do seu blog de pouco interessa, se o conteúdo não for de alta qualidade!

Deverá também ter em mente as práticas de SEO para garantir o sucesso com o tráfego orgânico.

A medição de resultados é também muito importante.

Vamos então ver como adicionar um artigo ao seu blog, usando o WordPress:

Adicionar um artigo

Vá a “Artigos” < “Adicionar Artigo”, e aceda a esta página:

Adicione o seu título no local “Add title here” e o campo do meio (a maior parte branca) é para o seu conteúdo principal. Na barra de cima deste campo tem acesso às funções de edição que encontraria em qualquer editor de texto. No botão “Add Media” (Adicionar multimédia) é onde irá ter acesso ao painel de upload de media, para colocar imagens, vídeos, etc, no seu artigo.

Títulos

Os títulos são muito importantes. Serão parte fundamental do seu SEO.

Título 1, título 2, título 3, será a maneira como vai criar hierarquia do seu artigo, e ajudará a perceber o formato deste. Defina aqui estes títulos e os parágrafos do seu artigo.

Otimizar o URL permamente

Debaixo do local onde inseriu o seu título, irá ver que lhe foi formado um URL. Poderá editar a parte final do URL à sua maneira. Esta maneira deverá ser a palavra chave do seu artigo. Pode, por exemplo, ver este próprio artigo – O título é «Como criar um blog…» e o URL permanente é “…/como-criar-um-blog“.

Mantenha este URL o mais pequeno possível, e resumido. Evite datas e outros tipos de números e símbolos.

URL Permanente Como Criar um Blog

Outros aspetos

Imagem de destaque

Escolha uma imagem para o cabeçalho e snippet de partilha do seu artigo. Será a imagem principal do artigo.

Formato

Alguns temas suportam diferentes formatos de publicação:

  • Padrão
  • Galeria
  • Vídeo
  • Audio
  • Citação
  • Link
  • Status

Categorias

Selecione uma categoria por publicação, aquela que é relevante ao artigo que irá publicar.

Tags

Utilize os tags para otimizar a pesquisa, quando alguém quiser encontrar o seu artigo, dentro do seu blog.

Publicar

Com o artigo pronto, chegou a altura da publicação. Carregue em “Publicar” se quiser partilhar imediatamente, ou clique em “Editar” em frente a “Publicar imediatamente” para agendar o seu artigo.

Publicar como criar um blog

 

Objetivos do blog

Como falamos no inicio, o seu blog deverá ser criado com objetivos. Revemos em baixo alguns dos objetivos mais comuns pelos quais os negócios e empresas/marcas, bem como indivíduos, criam os seus blogs (e poderá ser também um dos seus objetivos):

Pelo prazer de escrever, pelo hobbie.

A escrita é uma parte muito importante das nossas vidas, e poderá ter como objetivo criar um blog para poder explorar as suas opiniões e pensamentos em formato de escrita.
Visite “A Importância da escrita” para rever várias razões pelas quais deve explorar esta arte!

Ser autoridade de opinião num tema.

Um blog para uma empresa é, entre outros aspetos também importantes, uma maneira de solidificar a sua presença como líder de opinião/pensamento na sua indústria. As pessoas irão recorrer a si para terem insights sobre temáticas relacionadas com a sua indústria. Os clientes ficarão também com esta perceção.

Gerar leads qualificadas.

Atrair visitantes e convertê-los em leads é o primeiro passo para poder gerar leads mais qualificadas para o seu negócio. O blog é absolutamente essencial para atrair visitantes ao seu site.

Educar o seu público.

Pode usar o blog como uma ferramenta educativa, onde cria um registo de temas que ajudarão o público a tornar-se mais educado quanto a um assunto.

Tornar a sua marca mais conhecida.

As partilhas, comentários, no fundo interações, que as pessoas terão com o seu blog ajudam no crescimento e expansão da sua marca. Se como objetivo tornar a sua marca mais conhecida, um blog é a ferramenta para si!

Como alcançar os objetivos

Disciplina, frequência e qualidade deverão ser as máximas do seu blog! Para cumprir os seus objetivos necessita de algumas “regras” básicas, que o irão ajudar a potenciar as chances de sucesso.

  • Calendário Editorial. Crie um calendário de publicações, anotando os dias em que irá escrever e publicar conteúdos. Organize neste calendário as temáticas que vai abordar, nos dias que vai abordar, para quem está a escrever e que palavras chave são relevantes ao artigo desse dia.
  • Promoção das publicações. Crie uma checklist de passos a seguir para promover um artigo que publicou. Assim sabe que terá sempre coberta a sua promoção. Vá mantendo também um registo de ideias para promover o seu blog e os seus artigos. Ideias criativas de expansão irão permitir-lhe chegar a mais pessoas. Estude também onde estão estas pessoas (de interesse ao seu blog) e vá promover os seus conteúdos lá.
  • Criar uma listas de emails. Dê a oportunidade às pessoas de subscrevem a uma newsletter do seu blog (ver “Email Marketing“). Desta forma irá ter uma base de dados que pessoas interessadas com as quais poderá comunicar frequentemente, como por exemplo, sempre que partilha conteúdos novos. É também essencial para gerar qualificar melhor as suas leads (ver “Nutrição de Leads”)
  • Evoluir em SEO. A otimização dos seus artigos e blog em geral para os motores de pesquisa é essencial para cumprir os seus objetivos, em especifico o aumento do tráfego orgânico. Recomendamos uma leitura atenta do blog DAT SEO (em PT-PT) para aprofundar o seu conhecimento em SEO!
  • As ligações de sites de qualidade e autoridade ao seu blog são muito importantes. Estude o campo da criação da backlinks para ter acesso a mais informação sobre este aspeto que o ajudará a ganhar autoridade no seu blog.

Conclusão

E pronto! Está preparado para ter o maior sucesso na tão popular blogosfera ????

Se tiver qualquer dúvida quanto aos passos, deixe a sua questão nos comentários, que a DAT SEO responde. Teremos todo o gosto em apoiá-lo na criação e desenvolvimento do seu blog, para que tenha o máximo de sucesso.

Tem o seu blog criado e precisa de ajuda em trazer tráfego? Comece uma estratégia de Inbound Marketing para a sua empresa/marca!