O conteúdo é o combustível do marketing online e sem uma estratégia de conteúdos, irá ser difícil gerar leads. Uma estratégia de conteúdos eficaz requer um calendário editorial planeado.

O que é um calendário editorial?

Um calendário editorial é um calendário de conteúdos a serem produzidos e entregues às personas através de diferentes canais, incluindo o blog, as redes sociais, assinaturas de email, etc, ao longo de uma linha de tempo específica.

Bases de um Calendário Editorial

Um calendário editorial é mais do que um gráfico com datas de quando os conteúdos deverão ser publicados. Um bom calendário mapeia conteúdos, partes responsáveis, personas, e métodos de entrega.

Um calendário editorial base deverá incluir o seguinte:

  • Lista de conteúdos que deverão ser publicados com base na sua estratégia de conteúdos. Esta lista inclui o conteúdo ainda a ser desenvolvido, conteúdo existente ou conteúdos que poderão ser reutilizados ou reapresentados à audiência;
  • Pessoas responsáveis por criar e publicar conteúdos. Estas incluem editores, escritores, designers gráficos, agências, etc;
  • Criação de conteúdos e datas de publicação p.e. quando o conteúdo deve ser criado e quando deverá ser publicado. Se tem uma estratégia de marketing de conteúdos, poderá querer explorar mais proofreading, fact checking e etc.
  • Um próximo passo, ou CTA. Se o conteúdos estive focado e for valioso, irá atrair a sua persona ideal. Uma vez que estes consumam o seu conteúdo, o que vem a seguir? Planeie um próximo passo ao colocar um CTA que dá à audiência uma possibilidade de interagir mais com a sua marca.
  • Uma lista de canais para entregar o conteúdo. Por exemplo, poderá entregar parte de um eBook como um artigo de blog e distribuir outros conteúdos por redes sociais, emails, etc.

As bases do conteúdo

O primeiro passo para criar um calendário editorial é determinar o tipo de conteúdos que irão ser produzidos. O seu conteúdo poderá incluir artigos de blog, publicações, eBooks, slideshows, vídeos e por aí fora. Faça um brainstorm com a sua equipa de marketing para decidir que tipos de conteúdos deverão ser produzidos.

Eis algumas coisas a considerar:

  • Determinar quanto conteúdo irá necessitar ao longo do ciclo de conteúdos. Por exemplo, se está a criar um calendário editorial trimestral, quantos artigos de blog irá necessitar durante esse período? É uma boa prática ter três meses de conteúdos em avanço.
  • Que tipo de conteúdos apela à sua persona? eBooks? Artigos? Videos? Decida o tipo de conteúdos que poderão ter mais interesse e aposte na exploração destes formatos.
  • Produção. Quem está responsável por criar estes conteúdos? A sua equipa consegue aguentar os esforços de blogging ou irá fazer outsourcing desta criação, considerando uma agência, como a DAT SEO?
  • Frequência. Quão frequentemente irá entregar os conteúdos à sua audiência? Diariamente? Semanalmente?

Organizar conteúdos

O próximo passo é organizar o seu calendário editorial para ter uma visão clara de como se irá proceder o processo de criação. Poderá usar um Google Spreadsheet ou Excel para organizar e monitorizar a sua criação de conteúdos.

Por exemplo, se está a usar um Excel, poderá requerer ter diferentes páginas abordando os seguintes tópicos:

  • Título possível do conteúdo
  • Descrição geral do conteúdo
  • Palavras chave
  • Meta tags e meta descriptions a usar
  • Etiquetas (tags) e categorias
  • CTAs
  • Estado do conteúdo (começado, em desenvolvimento, concluído)
  • Métodos de Promoção

Preencha a spreadsheet com a lista que resultou do brainstorming. À medida que preenche o conteúdo, poderá ter mais ideias de conteúdos que poderá abordar no seu próximo calendário editorial ou em outros canais de conteúdo. Por exemplo, poderá reutilizar um eBook numa série de publicações do blog, ou vice-versa.

Exemplos de organização de um calendário editorial:

Exemplo 1 - Calendário Editorial
Exemplo 1
Exemplo 2 - Calendário Editorial
Exemplo 2
Exemplo 3 - Calendário Editorial
Exemplo 3

Calendário de publicação

Antes de definir um calendário de publicação, pense na sua persona e em eventos futuros que poderão afetar ou influenciar as suas ações, o seu negócio e as suas escolhas de conteúdos. Por exemplo, se existem férias, conferências grandes ou eventos especiais no seu calendário editorial, certifique-se de que o conteúdo que agenda para esses períodos serão relevantes.

Coloque estas questões a si mesmo:

  • Que ocasiões futuras se podem enquadrar com os conteúdos?
  • Os feriados tradicionais enquadram-se com a sua oferta?
  • Há algum hot-topic futuro na indústria a chegar, tal como notícias de lançamentos, feiras, ou épocas de compra?

Também aniversários, dias especiais na indústria e celebrações locais podem ser tópicos incluídos. Todas estas datas o guiarão na criação de conteúdos relevantes que encorajam a partilha e interação.

A sua equipa de conteúdos deverá ter acesso ao calendário editorial, mas deverá estar uma pessoa encarregue de conduzir e coordenar a criação e publicação de conteúdos. Isto elimina a confusão de quem deverá fazer o quê, e quando.

A flexibilidade do calendário é também importante. Não tenha receio em efetuar mudanças em tópicos p.e., desde que providenciem mais valor à sua persona.

Conclusão

Um calendário editorial é um peça essencial para levar a cabo a sua estratégia de conteúdos.

Irá ajudá-lo com muitos aspetos, mas acima de todos, irá ajudar com a sua organização dos esforços de marketing de conteúdos.

Use-o como a ferramenta valioso que é!